1º dia do II Encontro Nordestino de Software Livre

Bem, e cá estou. Novamente viajando sozinho pelo nordeste, participando de encontros de computação. Não acho legal a idéia de, muitas vezes, ser o único piauiense a ir a eles – mas infelizmente é o que mais acontece.

Cheguei a Aracajú por volta das 7:00. Um amigo veio me receber na rodoviária, Mike, estudante de computação na Universidade Federal de Sergipe, e membro do Diretório Central dos Estudantes de lá. Devo a ele e a sua família tão carinhosa meus dias na cidade, e minha participação no evento.

Enfim, cheguei ao Centro de Convenções de Aracajú por volta das 9:00. Peguei meu crachá e a programação do evento e deparei-me com um “probleminha” – por assim dizer: o encontro tem 6 palestras acontecendo ao mesmo tempo!!! Praticamente todas duram uma hora, fazendo com que o expectador fique com dilemas cruéis a resolver, diante da diversidade de assuntos explorados.

Enfim, acabei por escolher o workshop “Editando fotografias digitais com o GIMP”, pois sempre tive curiosidade em utilizar a ferramenta. Ah, uma nota: esse workshop faz parte da programação do IV Fórum GNOME – um outro encontro que corre paralelo ao ENSL. Outro evento que também complementa o encontro é o LIVRE – SE: Encontro de Software Livre de Sergipe.

Esse workshop foi até às 12:00, levando todo o turno matinal desta sexta-feira. O ministrante, João Calligaris, é um conhecido usuário do GIMP, contribuindo inclusive com algumas publicações sobre o editor gráfico. Infelizmente, perdí a palestra sobre o BrOffice.org, sobre o Movimento Cultura Livre e também uma apresentação da Microsoft (!!!) sob o título “Open Source e Interoperabilidade”.

Essa eu queria ter visto mas, enfim. Só ví dois caras da Microsoft lá, com suas típicas pastinhas com canetas e bloquinhos de nota by Microsoft. Também vale ressaltar a participação da Microsoft como apoio do evento (!!!). Hauhauhau!!! Isso é assunto para um outro post…

Após o almoço, concentrei-me em assistir as palestras que tratavam sobre educação e/ou inclusão digital. A palestra do Danilo Rodrigues, “Robótica Livre” é ótima por sí só. A idéia do aprendizado a partir da construção de um artefato mecânico e a compreensão de sua funcionalidade é algo que traz para nós a parte ainda bela da pedagogia, hoje perdida em um mundo de utopias onde os livros sorriem para as crianças.

Depois foi a vez do Rodrigo Fisch falar de sua experiência com o OLPC e falar sobre sua experiência com GNU/Linux. Interessante ver um garoto de 12 anos falando desses assuntos… sentí algumas confusões internamente, mas deixarei para expô-las em uma outra oportunidade.

Encerrando o ciclo de palestras da tarde, assistí “Educação com Liberdade”, onde Petruska e Nilcéa falaram um pouco sobre o programa de utilização de computadores nas escolas, pelo governo da Paraíba. Mas a melhor de todas foi a ministrada pelo Frederico Guimarães: “Uso de Softwares Livres na Educação”. Caramba! O cara mostrou diversas ferramentas e suas utilidades para diversos fins educacionais. E ele falava com uma graça e entusiasmo contagiante… excelente!

Finalizando o dia, houve a abertura oficial do evento (após a execução do hino nacional… inesperada, da minha parte) e a palestra “Tudo o que você quis saber sobre GNU/Linux mas tinha vergonha de perguntar”, pelo professor Rubens Almeida.

O professor tem um jeito muito próprio de apresentar palestras: mistura sua experiência pessoal com charges e piadas sobre software livre ou proprietário. O legal é que ele consegue ser facilmente compreensível e “despojado”, no bom sentido, fazendo com que a platéia perceba facilmente a idéia por trás do software livre.

Pois é… e amanhã será o segundo dia, e ainda irei dar uma última conferida no material de minha apresentação, que será pela tarde. Não percam, postarei mais “visões” sobre o ENSL amanhã.

Valeu!!!

PS.: depois posto algumas fotos e atalhos para material de palestras.

Marcações:

3 comentários em “1º dia do II Encontro Nordestino de Software Livre”

  1. Opa Filipe,

    Também estou nesse encontro. Por enquanto estou achando bem bacana. Esperava mais pessoas, mas tudo bem. Vou procurar você lá no evento para gente trocar umas idéias.

    Depois vou postar meu relato sobre o evento também. Abraços.

    Ah! Se você encontrar um Hugo Dória por lá (geralmente próximo ao stand do Fedora) pode falar. Sou eu. 🙂

  2. Olá Filipe,

    Muito obrigado pelo elogio. É sempre um prazer muito grande falar sobre software livre educacional. E melhor ainda é saber que consegui passar o recado de maneira positiva… 🙂

    Grande abraço e até mais.

    Frederico

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *