Filipe Saraiva's blog

Tecnologia, sociedade e política.

Indo para São João del-Rei – SBAI 2011

without comments

Logo mais estarei saindo para Sâo João del-Rei, cidade histórica no interior de Minas Gerais. Irei participar do X Simpósio Brasileiro do Automação Inteligente – X SBAI, promovido pela Sociedade Brasileira de Automática – SBA.

No evento, apresentarei o artigo Implementação Distribuída do Algoritmo de Dijkstra através de Sistemas Multiagentes, uma variação do clássico algoritmo computacional mas agora utilizando uma sociedade de agentes que o resolve de forma distribuída e coordenada, em contraponto a maneira centralizada tradicional.

A apresentação será às 10:30h da segunda-feira. Quem puder aparecer no evento, vamos lá! Alguns dias após eu voltar, disponibilizarei os PDFs do artigo e da apresentação.

Além do SBAI, tenho mais dois objetivos em São João del-Rei.

O primeiro, e inevitável, é conhecer a cidade, sua história e arquitetura. Sou fascinado por cidades e suas histórias, a maneira como elas surgiram, e coisas assim. E uma cidade histórica mineira, com grande influência colonial e que serviu de base para a exploração das “minas gerais”, tem muito a revelar para olhos curiosos como os que carrego. Espero trazer várias fotos para vocês.

A segunda: eu gostaria de ter contato com o DCE UFSJ. Lá aconteceu algo que gostaríamos muito que tivesse acontecido em Teresina, na UFPI – a mudança da organização do DCE, que passa a ser exercida pelos CA’s coordenados entre si.

Muitos sabem, eu tenho especial interesse em modelos organizacionais e experiências descentralizadas, sejam elas autogestionárias, democracia direta, ou mesmo as menos radicais como revogabilidade de mandatos, delegações direcionadas a objetivos, etc.

Saber como o movimento estudantil lá está se articulando não é uma tentativa de exportá-lo para outros lugares ou algo que valha. É um sincero desejo de saber como essa galera está se articulando, e o que podemos aprender com eles para amadurecermos nossas próprias ideias de sociedade e organizações mais livres, não doutrinadas e que, em especial, dá voz para todos os que delas participam e por elas são influenciados.

Outra coisa que quero perceber por lá também é como a ideia do comunismo de conselhos é colocada em prática pelas entidades estudantis. O pessoal da esquerda que tem proximidade com todos os tipos de “socialismos” derivados do leninismo, imaginam que tudo que é relacionado à autogestão é baseado em princípios anarquistas. Nem todos eles sabem, mas houve um tipo de socialismo muito combatido dentro da 3ª Internacional, que propunha uma gestão mais libertária e que lutasse para impedir a formação de uma nova burocracia partidária, que foi o que aconteceu na URSS. Em suma, os militantes dessa linha davam maior destaque ao papel dos trabalhadores e das pessoas na revolução russa, em detrimento do partido.

É deles o original sentido da frase “todo poder aos sovietes”. E é deles que Lenin trata no livro “Esquerdismo: Doença Infantil do Comunismo”, chamando-os de esquerdistas. A luta ideológica dentro das vertentes socialistas levou este grupo à derrocada, com perseguições de todos os tipos aos seus militantes. Como era de se imaginar.

Engraçado ver como meu interesse acadêmico de pesquisa, no campo das exatas, é de alguma forma próximo dos meus interesses pessoais e políticos. 😀

Espero vê-los logo!

Written by Filipe Saraiva

setembro 17th, 2011 at 5:42 pm

Leave a Reply