Filipe Saraiva's blog

Tecnologia, sociedade e política.

Ode ao ódio

with 13 comments

Ontem, acompanhando a apuração para presidente no 2º turno, chorei. Chorei de raiva. Chorei de ódio.

Ódio porque aquele que levou o pleito representa uma total afronta ao mínimo do que chamamos civilidade. Ele defendeu a ditadura e a tortura, reiteradamente. Prometeu prender ou exilar opositores. Prometeu perseguir professores, artistas, a intelectualidade. Disse que irá enfrentar a imprensa livre. Sua campanha foi baseada fortemente na construção e propagação das mais variadas mentiras. Fez troça com mulheres, negros, homossexuais, nordestinos. Deu a senha para que seus seguidores colocassem em prática, já, o discurso da violência. É a barbárie instalada.

Como pode tantas pessoas concordarem com isso? Como pode aquele seu familiar que se envolve na igreja, na ação social, que sai por aí bradando que a educação é o tema mais importante pro Brasil, ter se empenhado nessa campanha?

O que ele propôs, pouco se sabe. Fugiu de debates e entrevistas mais incisivas. Do pouco que falou, sabemos que os pobres vão pagar caro em termos de emprego, renda, serviços e direitos sociais. Combinado com o ultraliberalismo representado pelo seu futuro ministro da fazenda, podemos esperar ainda mais concentração de renda no país – quando esse é o principal problema que deveríamos enfrentar.

Ainda há aquele grupo de generais ao redor dele. Um grupo que, pelo que declararam, de política e Brasil não sabem nada. General é criado no autoritarismo, ele sabe apenas mandar sem observar qualquer oposição ou contraponto, algo que é a natureza da democracia. Temos uma série de tragédias anunciadas pela frente.

Isso tudo não se trata apenas de um projeto político diferente do que eu acredito. As pessoas elegeram um verdadeiro anti-projeto de nação. Como elas sufragaram isso? Elas não se dão conta que nos próximos 4 anos muitas delas serão alvo das consequências disso?

Chorei de ódio no dia 28 de outubro, mas acredito que esse sentimento conseguiu ser muito menor que o ódio que essas pessoas sentem pelo próprio país.

Written by Filipe Saraiva

outubro 29th, 2018 at 3:40 pm

13 Responses to “Ode ao ódio”

  1. Victor disse:

    Amigo isso é democracia. Nunca vi ele falar tais coisas, o que eu vi foi ele falar uma coisa e a grande imprensa noticiar outra; afinal é senso comum, porque alguém defenderia um candidato que apoia tais coisas!? Os eleitores não são idiotas, eles já perceberam a muito tempo que a mídia não é confiável. Apenas algumas pessoas que vivem em uma bolha ideológica se recusam a enxergar uma coisa que está evidente. Ouvir os dois lados é saudável para o entendimento da situação e evita contradições como em seu texto que acabo de ler.

    • Caro, com teu comentário você acaba servindo como um exemplo completo para o que escrevi.

      O que falei acima está tudo documentado em vídeos e áudios do próprio candidato. Mas vocês não acreditam na imprensa, mesmo quando o próprio Bolsonaro aparece falando o que comentei. O que resta fazer? Você deveria olhar para si – afinal, se tudo que é contra o que você acredita é inventado ou manipulação da mídia, a bolha está ao redor de você.

      Democracia é isso mesmo, e estou aqui aceitando o resultado. Porém é necessário sempre ser vigilante para que o resultado de um processo democrático não acabe resultando no próprio fim da democracia.

      • Victor disse:

        Amigo, o que eu disse foi exatamente o contrario, eu disse que vejo o Bolsonaro falar uma coisa e a imprensa noticiar outra, eu questiono a fonte e não a noticia, grande parte da nossa mídia é de esquerda, e o pior é que eles se pagam de isentos coisa que claramente não são, basta acompanhar rádios, jornais etc que são assumidamente de direita, a discrepância das informações é enorme, basta você comparar os fatos com o que ambos estão noticiando.

        Você fala que o próprio Bolsonaro falou tais coisas, oras então me mostre algum vídeo legitimo dele fazendo “troça” contra mulheres, negros, homossexuais, nordestinos segundo o que você mesmo falou.

        Eu não sou de longe um fã dele, eu quero de fato o que é melhor para o meu pais, você fala que eu vivo em uma bolha por rotular noticias negativas contra ele de falsas, cara eu prefiro mil vezes a verdade mais amarga do que a mentira mais doce.

        O seu opositor Haddad foi prefeito da minha cidade (São Paulo) por 4 anos, e entre o que ele fez e o que fala que fez tem um abismo enorme (eu votei nele para prefeito na época) então sei bem qual a sensação de viver em uma bolha, pois a imprensa só vivia o elogiando enquanto a realidade era outra, só não enxergava quem não queria. Você quer criticar o Bolsonaro? Ótimo, eu estarei junto com você quando ele der razão para tal, mas você está o criticando com base em fake news e em boatos.

        Se por acaso eu estiver errado, terei a humildade de assumir, mas nos últimos meses quando estudava os candidatos (eu não tinha candidato então estudei e analisei todos) percebi que ele era a melhor opção.

        Estou disposto a conversar sobre caso queira, por aqui, pelo telegram ou onde seja.

        • Meu caro, a essa altura do campeonato, e vindo de uma pessoa que disse ter “estudado” os candidatos, duvido que você não tenha se deparado com as asneiras que Bolsonaro falou sobre os pontos que comentei acima.

          E, somado ao que você já disse que “a mídia é de esquerda” (outro ponto propagado pela campanha do Bolsonaro), não vejo como poderia mudar teu ponto de vista.

          Mas, ao menos como exercício, deixo essa página da Wikipedia que mantém uma coletânea das controvérsias que envolvem o candidato. Cada relato está bem embasado por várias fontes jornalísticas com os links disponíveis, então tome o artigo como ponto de partida e não como “prova” documental em si.

          https://pt.wikipedia.org/wiki/Controvérsias_envolvendo_Jair_Bolsonaro

          Aproveito para te perguntar: quais seriam as fontes confiáveis para obter informação sobre o Bolsonaro, que façam uma cobertura imparcial sobre suas atividades enquanto homem público? Após pesquisar uma lista delas, você não acha que está imerso na bolha dele?

        • Victor disse:

          Amigo, acabo de falar que por experiência própria, julgo a mídia como esquerdista, o que o Bolsonaro fala da mídia, é o que acontece. E como não me influenciaria? Se um veiculo de comunicação se paga de imparcial, então o que que eles noticiarem fica como sendo a “verdade”, porque oras, eles são “imparciais”, o que eles ganhariam indo mais pra uma lado do que pro outro? Eu não teria motivos para duvidar deles, se eles propagarem uma informação falsa eu vou acreditar.

          E sim já vi trechos dele falando muita besteira, e isso ajudou a não escolhe-lo como meu candidato logo de inicio, porém pesquisando mais a fundo simpatizei com as ideias econômicas dele (sobre acordos exteriores, exploração de recursos naturais, reforma da previdência etc), o que me fez ficar meio receoso, porque tipo, como eu simpatizaria com um cara que fala coisas absurdas?! E o pior é que os outros ficavam com o mesmo discurso de sempre e não apresentavam a metade do necessário para mudar o país.

          Foi então que eu percebi essa “bolha” a qual me cercava, como dito acima já percebia algum fenômeno sobre o Haddad, e algo similar parecia estar ocorrendo diante os meus olhos.

          Foi então que fui atrás dos fatos, isso é sem o contexto da mídia, e percebi que algumas coisas que ele falou foi tirado fora de contexto pela mídia, assisti algumas entrevistas dele onde o mesmo foi questionado sobre o que falou, e ele deu respostas no mínimo plausíveis, e também percebi que o outro lado falava besteiras bem mais graves do que ele, alias o que ele falou em sua maioria é moral, o que é discutível porque seus adversários falavam o que bem queriam e a mídia nada noticiava.

          O que está nesse link já estou cansado de ver rsrs, é o que falei acima.

          Sobre veículos de comunicação confiáveis, é simplesmente os que noticiam o fato, independente se ele é negativo ou positivo para o candidato X ou Y (difícil de achar um desses). A bolha tem pro lado do Bolsonaro também, o que eu quero dizer é para não ficar na bolha não importa o lado.

          Quando identifiquei a mídia esquerdista, comecei a seguir só a mídia de direita, um equivoco grande, pois a bolha mudou de lado, não importa se pra pior ou pra melhor estar em uma é o próprio erro, então voltei a seguir a mídia tradicional esquerdista juntamente com a opositora de direita, e algumas imparciais.

          No Roda Viva da TV Cultura, o Bolsonaro participou de uma sabatina onde ele iria falar de propostas e afins, acabou que só falaram das polêmicas envolvendo o nome dele, pelo menos ele pôde deixar claro algumas coisas.

          https://www.youtube.com/watch?v=lDL59dkeTi0

          O Danilo Gentili falou um pouco sobre a parcialidade da mídia aqui.

          https://www.youtube.com/watch?v=vvCI_F6wuP4

          E alguns veículos de comunicação não tradicionais, tem alguns imparciais e outros de direita.

          https://www.jornaldacidadeonline.com.br
          https://www.boletimdaliberdade.com.br
          https://conexaopolitica.com.br
          https://www.mblnews.org
          https://br.sputniknews.com
          https://www.youtube.com/user/portaljovempan

        • Victor disse:

          Comentei ai, aqui não aparece, não sei se foi.

        • Caiu no filtro de SPAM por conta dos links.

        • É amigo, fica difícil discutir quando parte-se do pressuposto que *toda* a mídia é comunista. Tipo o jornal do PCO e a Folha tem o mesmo perfil ideológico? The Economist é leninista? Enfim, é algo que teremos que bater muita cabeça para entender como jornais, revistas e emissoras que durante o governo Lula e Dilma funcionaram com carga total escrutinando tudo do governo, passaram a ser *comunistas* por fazer a mesma coisa agora sobre um governo de extrema direita.

          Como as pessoas passaram a acreditar nisso, é algo que merece muito estudo.

          Dos links que você colocou, exceto o Roda Viva, todos são mídias declaradamente de direita e algumas mesmo fizeram campanha declarada ao Bolsonaro (caso do MBL). Para mim é no mesmo nível que alguém vir citar o 247 como algo crível.

          Enfim, faça a reflexão sobre as fontes que você lê e o que você anda chamando de comunismo por aí. Se qualquer mídia que fizer crítica ao Bolsonaro, incluindo relatos simples de coisa que ele mesmo fala, for taxada como comunista e de oposição, ~fake news~, não sobrando nada senão os veículos chapa branca, sinto te informar mas a bolha que você vive já te cegou de verdade.

        • Victor disse:

          Amigo, fica extremamente difícil de debater quando eu tenho que repetir as mesmas informações a todo o momento, o que eu quis dizer (se você não entendeu não tem problema) é que não tem problema a mídia tomar uma posição, o que não pode é tomar uma não assumidamente, porque você anuncia um material imparcial pro seu cliente mas você vende outro e acaba enganando as pessoas.

          Já disse, mas repito aqui uma vez mais, eu não fico em uma bolha até porque consumo de informação dos dois lados, se você assistiu o vídeo do Danilo Gentili verás que o que ele disse realmente aconteceu e ainda acontece.

          Criticar ele tudo bem, eu mesmo tenho minhas criticas, o que não é correto é fazer militância política travestida de informação contra ele pra favorecer um candidato ou um partido.

          A Jovem Pan News é imparcial, olha o que eles falam, hora criticam ele outrora criticam o seu opositor. Cara, é difícil não perceber, olha quantos processos por corrupção o Haddad e seu partido respondem e olha quantos o Bolsonaro e seu partido respondem.

          Nem o Hitler falou essas coisas que falam que o Bolsonaro falou.

          Hoje a Folha de São Paulo foi desmascarada por fake news contra o Bolsonaro e o atual presidente da Colômbia pelo próprio, é difícil de acreditar que um jornal do tamanho desses faria isso, mas cara, como eu disse por mais ruim que seja é a verdade.

          Cara eu não sou fanboy dele, se amanhã ou depois o Bolsonaro fizer alguma coisa errada, terás certeza que serei o primeiro a cobra-lo. Mas hoje não é o que acontece.

          Comunista? Eu nem usei essa palavra, até porque quem é de esquerda não é necessariamente Comunista, mas que seja, cara é muito fácil as pessoas acreditarem em algo sem questionar e não, não precisa de muito estudo para perceber isso. Mas o que você está me dizendo é que eu tenho que tomar cuidado com o que eu leio, mas ler fake news de um jornal que faz militância política travestida de noticia pode!? Que os jornais e mídias que eu leio não são confiáveis, mas os tradicionais até então financiados por governos de esquerda são!? Bom, de qualquer jeito é fácil resolver isso, leia tudo, cheque a fonte, compare as noticias aos fatos (se possível acesse as redes sociais dos autores e verás eles fazendo militância política contra o candidato ao qual estão difamando, será que é coincidente?).

          Nossa discussão até agora está na palta da parcialidade da mídia, no começo você disse que não influenciaria, na verdade tanto influencia que aceitando esse fato a discussão muda. Simples não? Mesmo que não concordando, mas aceitando a hipótese disto estar acontecendo, terás que fazer uma nova analise do zero, você discute uma coisa com base na informação que você tem, então é óbvio que este é o ponto crucial deste assunto, se a informação está comprometida todo o resto está

          Link da fake news da Folha de São Paulo sendo desmentida pelo ministro da Colômbia (ele postou em suas redes sociais, este link é de um canal do youtube que repostou):

          https://www.youtube.com/watch?v=f3Vkff18mSI

          Você gosta de documentário? Tem um sobre a política do Brasil desde 1989, é um dos meus preferidos:

        • Beleza Victor, peço que você fique mais um pouco. Você está sendo um caso interessante de se observar.

          Vamos para situações bem específicas então. Nos casos abaixo há uma matéria e vídeos do Bolsonaro dizendo o que as matérias mostram. Você pode dar o play e vê-lo dizendo (mas acredito que você já deve ter visto esses vídeos antes).

          Bolsonaro diz que não empregaria uma mulher com o mesmo salário de um homem – https://www.correiobraziliense.com.br/app/noticia/politica/2018/08/29/interna_politica,702643/luciana-gimenez-confirma-que-bolsonaro-disse-que-pagaria-menos-mulher.shtml

          Bolsonaro diz que a oposição “vermelha” pode pedir exílio ou ir para a prisão – https://noticias.uol.com.br/politica/eleicoes/2018/noticias/2018/10/22/fhc-bolsonaro-ditadura-banir-marginais-vermelhos.htm

          Sobre esses 2 pontos, você acha que são fake news? Se sim, poderia dissertar porque o são?

        • Victor disse:

          Então sou tipo uma cobaia? Rsrs.

          É serio que o caso que você escolheu foi o da Luciana Gimenez? Rsrs que brincadeira de mal gosto, o cara explica tudo desde o começo, de que não pode interferir na iniciativa privada e tal, e elas insistem, pode perceber, antes dele dar um deslize com as palavras, já chamam ele de “machista” diversas vezes, ai ele erra, sim ele errou, ai então reafirmam seu rotulo dado, começam a falar coisas como “Seu machista”; “Seu Ogro”, e deixam ele em uma situação desconfortável, não deixaram ele nem se defender, praticamente tudo o que ele falou antes, coisas como mérito, nada a ver com o sexo, não valeu de nada. Ai colocam no titulo da matéria “Bolsonaro falou que pagaria menos a mulheres”, coisa que não tem nada a ver com o que ele estava querendo dizer na participação dele no programa, se você fala pra alguém que um político pagaria um salário menor pra uma mulher, automaticamente vão pensar que agora ele quer acabar com as mulheres, que as mulheres são inferiores etc.

          Enquanto a segunda matéria, colocam no titulo “FHC critica fala de Bolsonaro sobre pedir exílio ou prisão a opositores” bem grave não!? Afinal ele pediu exílio da oposição! Isso não é coisa de ditadura? E é sim, mas o titulo não bate com o que ele falou, ele falou “Se essa turma quiser ficar aqui, vai ter que se colocar sob a lei de todos nós, ou vão pra fora ou vão pra cadeia, esses marginais vermelhos serão banidos de nossa pátria”, ou seja: se um grupo que ele chamou de “turma” quiser permanecer no país, vai ter que cumprir a lei, nossa aplicar a lei, que coisa grave não FHC? “Ah mais ele chamou eles de ‘marginais vermelhos'”, oras, o que são marginais, os que não cumprem as leis, então ele chamou os fora da lei de “marginais vermelhos”? Caramba que monstro não acha FHC?

          É o que eu disse, você pode colocar todas as polêmicas envolvendo ele, algumas ele vai estar certo (no caso da segunda matéria) e outras vai ser questionável (caso da primeira), o ponto não é o que ele fala, todo mundo erra ou já errou, o ponto é como usam isso como narrativa para construir uma imagem dele que deturpa a realidade.

          Eu não sou advogado dele, ele não está me pagando pra mim falar isso e eu não venero ele, é que eu acho simplesmente que é sacanagem fazerem isso com ele, se essas coisas fossem reais do sentido que por exemplo ele falasse “Não, agora vamos acabar com a oposição, só eu vou mandar aqui” logicamente, eu estaria o repudiando a essa altura mas, mais uma vez não é isso o que acontece. Até lhe agradeço porque você me deu um dos melhores exemplos sobre o que eu estava falando até aqui.

          Bem, você usou até aqui argumentos contra ele, já que teve segundo turno, podemos usar argumentos contra o seu opositor? Os argumentos contra ele são em sua maioria morais, contra o seu opositor são fatos, números, afinal ele é do partido que está entupido em corrupção até o talo.

          E eu estou sentindo que você está fazendo pouco dessa conversa, sabe, com um ar de arrogância, tipo, “Vamos ver até onde ele vai, afinal eu estou certo”. Novamente, no momento em que eu ver que estou errado, terei a humildade de reconhecer isso, será que isso vale pra você? Ou você está mais do que convencido e não tentará ao menos refletir sobre?

  2. Miguel disse:

    Estou chorando desde ontem também, e ainda vou chorar um tempo — por esses motivos todos e por pensar em todas as pessoas mais vulneráveis (mulheres, LGBTs, indígenas, negros, ativistas…), pra quem a vida já ficou um pouco mais perigosa mesmo antes de ele assumir a presidência. Não vai ser fácil, mas vamos resistir. Um abraço, meu caro, vamos em frente!

  3. Helder disse:

    Filipe, compartilho dos mesmos sentimentos.
    Simplesmente um absurdo!

Leave a Reply