Filipe Saraiva's blog

Tecnologia, sociedade e política.

LaKademy 2017

without comments

Foto em grupo do LaKademy 2017

E chegamos à 5ª edição do encontro latino-americano do KDE, o LaKademy. Nesse tempo todo foi perceptível o crescimento da comunidade na região, em especial no Brasil, ainda que mantendo o fluxo típico dos trabalhos voluntários onde participantes vem e vão de acordo com suas demandas.

Dessa vez o evento saiu das praias cariocas e adentrou um pouco mais para o interior do país, subindo o morro urbano de Belo Horizonte. Cidade aprazível conhecida pelas cachaças, queijos, cervejas artesanais, queijos, ladeiras e queijos, Belo Horizonte combina um ar cosmopolita, com diversas opções de lazer, culinária e mais, com um jeito cordial e solícito típico de seus moradores. Adorei a cidade e espero um dia agendar uma viagem que não seja a trabalho para lá.

As atividades do LaKademy ocorreram nas dependências do CEFET, do final de abril ao início de maio, em pleno feriadão do dia do trabalhador combinado a uma greve geral dias antes. Muitos que participaram do evento (eu incluso) defendiam as pautas da greve, mas não podíamos abandonar o evento após todo o investimento feito pelo KDE. Portanto, fica aqui meu mea culpa sobre esse tema. 🙂

A exemplo das demais edições do evento trabalhei bastante no Cantor, software matemático o qual sou mantenedor. Dessa vez as principais tarefas que desenvolvi podem ser resumidas em um grande esforço de triagem: revisões de patches pendentes, uma extensa revisão para fechar todos os bugs antigos e inválidos existentes, deixando abertos apenas aqueles que importam, e outra revisão nas tarefas pendentes, em especial naquelas que estavam abertas há quase um ano mas cujo os desenvolvedores responsáveis não haviam realizado qualquer movimentação durante o referido tempo.

No campo das funcionalidades, finalizei uma refatoração nos backends para apresentar a versão recomendada da linguagem de programação no Cantor. Como cada linguagem tem seu próprio planejamento, é comum que de uma versão para outra o backend do Cantor comece a se comportar de maneira inesperada ou mesmo deixe de funcionar (Sage, estou pensando em você). Essa funcionalidade apresenta a versão “recomendada” da linguagem para o backend do Cantor, significando que essa versão descrita foi testada e sabemos que funcionará bem com a ferramenta. Isso serve como um workaround para manter a sanidade do desenvolvedor enquanto suporta 11 backends diferentes.

Outra funcionalidade que trabalhei mas ainda não finalizei foi a adição de um seletor de backends LaTeX para usar no Cantor. Atualmente existem muitas opções de processadores LaTeX (pdflatex, pdftex, luatex, xetex, …), alguns deles com muitas opções adicionais. Isso aumentaria a versatilidade do Cantor e permitira que processadores modernos possam ser utilizados no software.

Além dessas funcionalidades houveram correções de bugs e auxílio ao Fernando Telles em algumas tarefas sobre esse software.

Outras tarefas que desenvolvi nessa edição, também a exemplo das demais, foram as relacionadas com o gerenciamento e promoção do KDE Brasil. Nelas, pesquisei como trazer de volta o feed do Planet KDE Português (que o Fred acabou desenvolvendo), atualização dos feeds automáticos nas nossas redes sociais, atualização da conta de e-mail que utilizamos para gerenciar nossas redes, port do site do LaKademy para bootstrap (que acho q o pessoal não vai utilizar pois estão migrando para WordPress) e uma pesada triagem das tarefas no workboard do KDE Brasil. Além de tudo isso, ainda tivemos a famosa reunião de promo onde discutimos ações de promoção para o país e região – tudo também documentado no workboard.

E claro, assim como trabalhamos muito e de forma muito intensa esses dias todos, o LaKademy também é um momento de reencontrar amigos e afetos e se divertir bastante entre um push e outro. É sempre reconfortante encontrar a galera inteira, e fica o convite para que os calouros apareçam sempre.

Uma falta da edição desse ano foi a ausência de não brasileiros – precisamos pensar em estratégias de termos latino-americanos de outros países participando do LaKademy. Seria ruim que o evento passasse a ser tão somente um Akademy-BR.

Filipe e Chicão

Para finalizar, deixo meu agradecimento à comunidade e minha disposição para continuar trabalhando para tornar a América Latina uma região cada vez mais importante para o desenvolvimento e futuro do KDE.

Written by Filipe Saraiva

May 24th, 2017 at 1:38 pm

Leave a Reply