Indo para Tóquio – ISAP 2013

Cyberpunk Tokyo

Agora que estou com visto e passagens em mãos, posso lhes dizer que no final desse mês e início do próximo irei realizar um sonho de um Filipe um pouco mais jovem: viajar para Tóquio.

O motivo da viagem é a apresentação de um artigo que tivemos aprovado no XVII ISAP – XVII International Conference on Intelligent System Applications to Power Systems. O estudo trata da aplicação de um método híbrido entre sistemas multiagentes e lógica fuzzy para gerenciamento do uso de banco de capacitores em sistemas elétricos de distribuição.

Estou bastante animado para essa viagem, pois sempre tive muita curiosidade e apreço pelo Japão e sua cultura. Espero tirar alguns dias para visitar templos xintoístas e budistas, passear pela cidade em suas áreas de arquitetura histórica e moderna, ir à restaurantes, talvez visitar a meca otaku de Akihabara (mas bem rápido, hehehe), e mais.

Se você tem alguma sugestão de algum lugar que eu DEVA visitar em Tóquio, não hesite em escrever aí nos comentários que lugar especial é esse.

E se alguém conhece alguém lá em Tóquio que possa me passar um contato, ficaria muito grato. =) Apesar da viagem ser interessante, ela será um tanto solitária – e não sei vocês, mas eu gosto de viagens acompanhado. Se rolar hospedagem, fico ainda mais agradecido. =D

Esperem futuros posts com minhas desventuras em Tóquio.

4 comentários em “Indo para Tóquio – ISAP 2013”

  1. Oi Filipe,
    A Melissa comentou meu nome lá no teu post do Facebook. É que eu estive agora no mês de maio em Tóquio (de 05 a 15/05). Fomos eu e meu marido, o objetivo era passear. Tudo vai depender de quanto tempo tens pra passar por lá. Quando chegares no aeroporto, procure o Centro de Informações ao Turista, eles vão te dar mapas e guias. Mas ainda no Brasil vais ter que planejar com antecedência o hotel. Eu reservei pelo booking.com. Ficamos em um ryokan (hotel típico japonês), Hotel Edoya, com direito a futon no tatami, e ofurô no terraço do hotel. Muito legal! Mas talvez 10 dias em um hotel assim foi demais, é legal pra sentir um pouco o estilo japonês, mas gostamos mesmo é de um colchão bem macio! No último dia no Japão (25/05) ficamos num “western hotel”, em Akihabara. Esse eu recomendo muuuito! Remm Akihabara Hotel: fica bem em cima da estação de trem, no meio de uma área muito legal de passear. Então vamos aos lugares pra passear: gostei muito do Parque Ueno, um lugar tranquilo pra apreciar a natureza, visitar o zoológico (ver os pandas!) e museus. Outra área legal é o bairro de Asakusa, pra fazer compras de omiyage (souvenir), visitar o Kaminarimon, e templos, caminhar pela beira do Rio Sumida, subir na Tokyo Sky Tree. O centro do governo de Tóquio fica em Shibuya, legal pra ver prédios gigantescos e ruas bem movimentadas. Em Chiyoda fica o Palácio Imperial, mas não se pode entrar nele sem uma reserva com antecedência. O que não pode deixar de ver em Chiyoda é a Estação de Tóquio. De lá saem visitas guiadas de ônibus bem legais, só comprar o passe na hora. Mas o fervo de eletrônicos, games, cosplays, cafés, etc é mesmo Akihabara. Andamos muito por lá, subindo e descendo a rua Chuo-dori, entrando em quantas lojas de eletrônicos e de brinquedos podíamos. Com certeza, foi a área de Tóquio que mais gostei. Peguei muitos bichinhos de pelúcia e bonecas nas lojas de “prize machines”, andamos pela rua até tarde da noite, sem preocupação. Sério. Pode andar com dinheiro a vontade, não tem perigo nenhum. Aliás, deve andar com dinheiro, eles até aceitam cartão nas lojas, mas nas ruas, nas “vending machines”, é só dinheiro mesmo.
    Sobre a comunicação, eu e meu marido estudamos Japonês e até sabemos nos virar na língua. Mas vendo que somos estrangeiros, eles já falam em inglês. Mas que inglês ruim! Eles têm dificuldade e vergonha. Então é bom saber umas frases em japonês, ou levar um guia de viagem de frases prontas.
    Bom, acho que o básico é isso. Se tiver mais perguntas, fique a vontade pra me mandar e-mail!
    Abraço e boa viagem!

    1. Caramba Ana, obrigado pelo roteiro completo que você passou! Valeu mesmo, vai ajudar bastante. Estava na dúvida sobre hotéis, se iria para um típico japonês ou para um típico ocidental. Vou dar uma olhada nesse em Akihabara. Como fica em cima da estação deve ser fácil de chegar na universidade que irei, Meiji University Surugadai Campus. Nem tinha me tocado de visitar o zoo e ver os pandas! =D Valeu também pelas dicas de japonês, acho que vou memorizar algumas importantes pra usar na rua. Mais uma vez, muito obrigado!

    2. Ana, já estou com tudo pronto! Saio nesta quinta-feira, chego no sábado de lá. Consegui um quarto em Asakusa, infelizmente o hotel que você recomendou em Akihabara estava sem vagas. Já dei uma olhada no mapa do metrô e acho que vai ser legal. =) Agora, uma dúvida: quanto vocês pagaram em média por refeição? E o preço das viagens de metrô/trem? Como vê já estou na avaliação dos gastos diários, rsrsrs. Se possível, pode me passar a informação em ienes mesmo. Obrigado!

  2. Oi Filipe! Que bom que já está com as passagens compradas e hotel reservado! Isso dá uma sensação de que tá tudo pronto, né?
    As refeições não são muito caras não, de ¥600 a ¥1800 se come pratos típicos japoneses bem bons. Gostei muito do katsudon (arroz com carne empanada de porco). O jantar pagamos ¥8000 os dois, mas foi comida italiana com vinho, sobremesa, tudo! Hehehe… Um trio no McDonald’s, por exemplo, vai custar entre ¥600 e ¥800. Metrô em Tóquio fica entre ¥160 e ¥190. Pra trocar de linha, sempre compre a passagem referente ao preço do ponto final onde vais descer. Na entrada, não esqueça de pegar o ticket de volta, porque na saída vai precisar colocar ele na máquina pra passar na catraca. Caso não passe, fica tranquilo, tem sempre as máquinas de “fare adjustment” onde pode pagar a diferença antes de sair. Todas as máquinas de tickets do metrô têm opção em inglês, e às vezes aparecem uns voluntários perguntando se precisa de ajuda! Pras viagens de trem, compramos os tickets no primeiro dia que chegamos, no aeroporto. Custou ¥2400 a viagem de shinkansen (trem-bala) de Tóquio pra Osaka, por exemplo. Gastamos no máximo, por dia, ¥7500 cada, com refeições, muitas compras de bugigangas, entradas em museus e várias viagens de metrô!

Deixe uma resposta para Filipe Saraiva Cancelar resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *