Filipe Saraiva's blog

Tecnologia, sociedade e política.

Cantor migrando para o Phabricator: que ferramentas nossos contribuidores devem usar

without comments

Projetos e softwares desenvolvidos pela comunidade KDE estão migrando para uma nova ferramenta que irá gerenciar nossos códigos, commits, revisões, tarefas, e mais. Esta ferramenta é o Phabricator e você pode visitar a instância dela para os projetos do KDE neste endereço.

Desde novembro de 2015 estamos migrando o Cantor para o Phabricator. Após nossa primeira revisão de código finalizada com sucesso alguns dias atrás, decidi escrever um post sobre que ferramentas nossos contribuidores devem utilizar enquanto o processo de migração não é finalizado.

Projeto

Phabricator tem uma aplicação para gerenciamento de projetos onde podemos colocar algumas informações úteis e coordenar a execução de tarefas. A página de projeto do Cantor está online e configurada.

Outra interessante funcionalidade é a possibilidade de ingressar em um projeto ou apenas acompanhar suas atividades. Se você tiver uma KDE Identity, faça o login no KDE Phabricator e siga-nos!

Workboard

O KDE oferece uma aplicação para gerenciamento da execução de tarefas utilizando um quadro estilo kanban, o KDE TODO. Apesar dela ser uma excelente ferramenta, nós nunca a utilizamos para o Cantor.

A aplicação Projects no Phabricator tem uma funcionalidade com este mesmo objetivo, o Workboard. Atualmente a estamos utilizando para acompanhar as tarefas do estudante Fernando Telles durante o SoK. A partir dessa experiência, pretendo utilizar o Workboard para gerenciar o desenvolvimento do Cantor.

Tarefas, bugs, desejos

A aplicação do Phabricator chamada Maniphest é uma ferramenta para criação e acompanhamento de bugs, tarefas e desejos (sugestões de funcionalidades).

Entretanto no KDE temos um Bugzilla pesadamente customizado, fazendo com que para o momento não tenhamos uma decisão sobre como migrar nossa ferramenta de relatórios de bugs.

Portanto, KDE Bugzilla ainda é nossa ferramenta para relatórios de bugs. Apesar disso, convido os contribuidores para que usem o Maniphest para submissão de desejos de novas funcionalidades. Nós nunca utilizamos o Bugzilla para este último objetivo, então não haverá problemas se começarmos a utilizar essa nova ferramenta para isso.

Repositório

A exemplo da maioria dos projetos do KDE, Cantor tem seu código fonte gerenciado pelo git. Phabricator tem uma aplicação chamada Diffusion que permite navegar e ver uma variedade de dados a partir de um repositório de código fonte.

Esta aplicação está configurada para o Cantor e pode ser visitada neste link.

Revisão de código

A aplicação do Phabricator para revisão de código é chamada Differential e também está disponível para o Cantor.

Entretanto ainda não há uma decisão sobre a migração definitiva e desativação da ferramenta atual de revisão de código usada pelo KDE, o Reviewboard. Portanto, nossos colaboradores podem utilizar uma ou outra ferramenta (mas por favor nunca as duas ao mesmo tempo!). Ainda assim, fica a recomendação para que deem prioridade e comecem a utilizar o Differential.

Wiki

Sim, Phabricator também tem sua própria aplicação para páginas wiki, chamada Phriction. Atualmente o Cantor só tem uma página na wiki Userbase. Como nós não utilizamos wiki no momento, só decidiremos se iremos utilizar o Phriction em algum momento no futuro.

Comunicação

Ok, o Phabricator também tem uma ferramenta própria para comunicação, Conpherence. Entretanto, os colaboradores do Cantor devem continuar a usar nossas atuais ferramentas de comunicação providas pelo KDE Edu, o canal IRC #kde-edu na rede Freenode e a  lista de e-mail do KDE Edu.

Apesar de eu ter algumas críticas sobre o Phabricator (por exemplo, eu não gosto da arquitetura Aplicações -> Projeto; prefiro Projeto -> Aplicações), ela é uma ferramenta muito interessante para o gerenciamento de projetos e tem uma ampla gama de aplicações para trabalhos específicos. Neste texto eu listei várias delas, mas ainda há muitas outras para serem exploradas e avaliadas.

Espero que este post possa ajudar os colaboradores do Cantor sobre qual ferramenta deve ser utilizada para desempenhar algum trabalho do projeto. Talvez o texto também sirva para apresentar algumas novidades para futuros usuários do Phabricator e ajude desenvolvedores do KDE durante o processo de migração. Por último, principalmente para o público de não colaboradores, o texto apresenta algumas das ferramentas que usamos no KDE.

O impacto do Phabricator na comunidade KDE é algo que deverá ser analisado no futuro próximo. Essa ferramenta e suas diversas aplicações poderão mudar consideravelmente como os subprojetos no KDE são organizados. Vamos ver o que o futuro revelará para nós.

Written by Filipe Saraiva

February 10th, 2016 at 4:16 pm

Leave a Reply