Filipe Saraiva's blog

Tecnologia, sociedade e política.

Qualis Conferências para Ciência da Computação

without comments

Se preferir vá direto ao documento Qualis Conferências para Ciência da Computação 2012; ou leia o texto para contextualização sobre o tema.

A Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior (CAPES), juntamente com as sociedades científicas das diferentes áreas, mantém um índice de avaliação sobre os veículos de publicação científica utilizados pelos pesquisadores. Esse sistema, conhecido como Qualis, leva em conta uma série de critérios como indexação em bases de dados, fator de impacto, índice H, e outros, para estratificar os veículos que variam, do menor para o maior, entre os índices C, B5, B4, B3, B2, B1, A2, e A1.

É mais comum encontrarmos referências ao índice Qualis quando falamos de periódicos científicos – entretanto, determinadas áreas tem algumas especificidades e o Qualis acaba sendo aplicado também em outros meios de divulgação científica.

Por exemplo, para a área de Ciência da Computação, as conferências podem ter Qualis. O parágrafo abaixo, retirado do Documento de Área 2013 – Ciência da Computação, justifica:

(…) Na área, as publicações submetidas a conferências tradicionais passam por um rigoroso processo de avaliação por pares e os artigos publicados, disponíveis em bases de dados internacionais, são hoje tão importantes para o avanço da área como os melhores artigos em veículos classificados de periódicos. Qualquer pesquisador da área de Ciência da Computação sabe que há conferências de enorme prestígio e que os artigos publicados nos anais dessas conferências são levados em alta conta em avaliações de pesquisa. Há documentos, inclusive do IEEE, enfatizando a importância das conferências para a área.

Eu não sei como funciona nas outras áreas, mas imagino que cada qual deve ter um certo conjunto de conferências cujas características casam com as descritas acima. Mas enfim, a decisão sobre o uso ou não de Qualis em conferências depende de cada área e, se elas não utilizam, deve haver algum motivo – ou não, muito pelo contrário. =)

Para calcular o Qualis das conferências de Ciência da Computação, foi montado um banco de dados com artigos provenientes de aproximadamente 1650 eventos científicos. Esses artigos foram extraídos de repositórios reconhecidos na área, como o DBLP, ACM-DL, IEEEXplorer, BDBComp, e outros. Também foi utilizado o número de citações de cada artigo, dado extraído através do Google Scholar.

A partir desses dados, foi estimado o índice H para as conferências. Há inclusive um site onde é possível pesquisar esse índice para cada conferência da base de dados, o SHINE – Simple H Index Estimation. Com o índice H, aplicou-se os limiares calculados na classificação dos periódicos e, assim, foi possível estratificar as conferências no índice Qualis.

O documento atual da Qualis Conferências para Ciência da Computação data de 2012. Como o anterior foi produzido em 2010, há a perspectiva de que esse documento será atualizado esse ano. Fique de olho na página da Comissão de Área – Ciência da Computação na CAPES pois o documento deverá ser disponibilizado por lá – ou fique atento a esse blog pois escreverei sobre assim que sair a nova versão.

Leave a Reply